.

Saúde Bucal

|
Como disse arranquei os dois sisos direitos (superior e inferior). Foi uma sensação esquisita, não senti dor na extração, mais senti quando o dentista retirava os dentes. Ô sensação esquisita! Afffff!

Passei por isso há alguns anos atrás quando removi o siso superior esquerdo, mais não me lembrava desta sensação.

Tomando a amoxilina e fazendo o repouso direitinho tô me recuperando. Pode parecer frescura mais tenho aprendido que os verdadeiros interessados em nossa saúde somos nós mesmos, portanto, tive certos cuidados como:

-Evitei de pegar peso e fazer atividades físicos, para evitar hemorragias e inflamações;
-Tomei anti-inflamatório e analgésico pois senti muita dor, quando o efeito da anestesia passou;
- Me alimentei de coisas geladas.

Sábado arranco o inferior esquerdo. Daí chega de extrações!!!kkkkk

Aproveitando o incejo, achei uma matéria bem bacana, que fala dos cuidados que nós diabéticos temos que ter com nossos dentes.

Higiene Bucal

SAÚDE ORAL

Clinicamente, pessoas portadoras de diabetes são mais susceptíveis ao desenvolvimento de doenças no tecido da boca, tais como cáries e doença periodontal, do que pessoas não acometidas por este mal.

Doença periodontal e Cáries :

A doença periodontal começa com a instalação da placa bacteriana, o que faz com que os tecidos de suporte que rodeiam os dentes sejam destruídos e desapareçam, causando, com que o agravamento da mesma, que os dentes percam sua sustentação.Depois de instalada, e não adequadamente tratada, pode levar à perda dos dentes, seja o paciente diabético ou não. O diabetes pode favorecer a instalação da doença periodontal, o que pode comprometer o controle do próprio diabetes. O primeiro sintoma da doença periodontal é o sangramento da gengiva no momento da escovação, o que, sem tratamento, pode acabar acontecendo espontâneamente. O que muitas vezes leva o paciente à escovar cada vez menos - piorando o quadro - , ao passo que a mesma deveria ser aumentada. O uso correto da escovação, e do fio dental, podem interromper o processo, eliminando a placa bacteriana causadora do problema.

A placa bacteriana é constituída por um conjunto de resíduos alimentares e microorganismos que aderem à superfície dentária próxima à gengiva. Os açucares dos alimentos servem de alimento para as bactérias, que criam uma espécie de cola, fixando a placa bacteriana ao dente e uma que se constitui de ácidos que desmineralizam o dente, tecidos gengivais de suporte e, por fim, destrói os ossos.
A destruição de suporte do osso caracteriza a doença periodontal. A desmineralização do dente é a cárie.


Cirurgia e Extrações :

Diabéticos podem realizar cirurgias na boca e extrações, desde que sigam algumas recomendações. Em caso de extrações, ou outras cirurgias, é recomendável que a glicemia não esteja acima de 200mg/dl, uma vez que a glicemia alta pode dificultar a cicatrização e o restabelecimento dos tecidos, além de favorecer infecções. O controle da glicemia é essencial antes, durante e depois da cirurgia para evitar problemas.


Prevenção dos problemas orais

Visitar regularmente o dentista e informá-lo sobre seu diabetes, bem como comunicar seu médico, ou diabetólogo, sobre qualquer tratamento dentário, já que qualquer infecção bucal pode alterar seu diabetes

Controlar seus níveis de glicose no sangue, pois isso ajudará a evitar a doença periodontal

Manter diáriamente uma boa higiene ora,l utilizando-se de uma boa escovação e fazendo uso de fio, ou fita, dental. Se necessário utilizar enxaguatórios bucais.

Mesmo com a limpeza diária, fazer uma limpeza profissional pelo menos duas vezes ao ano.


Procurar urgente o dentista em caso de :

Sangramento gengival durante a escovação
Gengivas avermelhadas, flácidas ou sensíveis.
Gengivas se afastando dos dentes
Mau hálito persistente
Pus entre os dentes e gengiva.
Separação ou perda de algum dente
Mudança na forma de os dentes ocluirem quando você morde.
Mudança na adaptação de próteses parciais



Fonte: http://www.portaldiabetes.com.br/conteudocompleto.asp?idconteudo=3258

Um comentário: