.

Descobri:Tô Grávida

|
Falei que só postaria isso semana que vem...mais não aguentei...



Cinco anos de casada com o Anderson e com a Tia Bete (diabetes).

Quando casamos tínhamos Vitória. Esta foi uma benção que recebemos ainda quando namorávamos. Sua mãe a abandonou quando tinha 7 meses por ser uma criança especial. Desde  então eu e minha tia dividimos a maternidade da Vi. Foram anos de muita correria em hospitais, hoje só colhemos as bênçãos de Deus sobre a vida dela, mal pega gripe.
Fala, anda e se vira bem, é notório o atraso cognitivo dela, mais não importa ela superou muitas coisas.
Casei tinha acabado a Pedagogia, um mês depois iniciei a pós-graduação em arte-educação. Anderson no ano seguinte engatilhou na faculdade (Sistemas de Informação). Vitoria passa três dias da semana conosco e os outros com minha tia (que é quem tem a guarda dela), moramos muito longe uma da outra, e lá ela estuda.
Decidimos não ter filhos, pelo menos por enquanto, era o tempo dele terminar a faculdade e arrumarmos os empregos dos sonhos.
Temos a Vitoria e toda a vontade de sermos pais foi canalizada nela. Terminei a pós, ingressei no Técnico em Museologia (amo a área de museus por isso me especializei nela).
Terminei o técnico, fui trabalhando na área cultural, museus, centros culturais e nada do emprego dos sonhos, mais ganhei muita experiência por onde passei.
Anderson, trabalhando aqui, ali para adquirir experiência na área de informática, ambos rebolando na vida.
De repente uma vontade louca de ser mãe, assim do nada. Filho? Como? Sem o emprego dos sonhos e a glicemia nada favorável... A endocrino no pé para que isso não acontecesse... Ai meu Deus! Melhor me conter! Fui abafando o desejo. Mesmo por que esperava ganhar o processo da bomba de insulina para pensar em engravidar.
Dia 06 de março de 2012, dia da injeção (tomava Mesigna). Correria total, emprego novo, estudando (sempre tô estudando) pensei:  Ah!  Este mês não tomo me viro com preservativo e depois volto. Era meu desejo inconscientemente.
Enfim, sempre pedi á Deus isso. Dia 31/03/2012, comecei a sentir meus seios estranhos, enrijecidos e doloridos. A pélvis enrijecida,  pensei que pudesse ser o ciclo, mais algo me dizia que não. Comecei a sentir cólicas daí pensei é a menstruação (algumas grávida podem ter cólicas).
Mesmo assim sentia que estava grávida, é estranho escrever isso mais sentia isso. Parei o Glifage XR (medicamento) dia 31/03/2012. Comecei a orar muito, pedir muita proteção á Deus. Dia 05/04/2012, nada de vir... Falei com a Cristiane Costa (http://cristianediabeticaemae.blogspot.com.br/) minha amiga virtual. Ela disse que não sabia o que me dizer por que as gestações dela, só foram descobertas com quase três meses.  Ai meu Deus! E agora? Dia 06 nada... Dia 11  fiz o teste de farmácia, pronto POSITIVO.  A Cris, todo dia querendo saber, e eu sem saber.  Não acreditei no teste, fui  no Hospital e pedi o Beta HCG (exame que constata a gravidez  no sangue). O Hospital não fazia, pedi a guia e fui fazer em um laboratório. Foi uma saga para achar um laboratório que me entregasse no mesmo dia o resultado. Realizei o exame pela manhã e fui estudar . Quem disse que eu conseguia estudar? Que nada... Sai mais cedo do curso e fui para casa de uma amiga fazer minha sobrancelha. No meio do caminho ligo para minha sobrinha Stephani (17 anos) para ela entrar na net e ver um resultado de exame. Ela não sabia ver. Ai que raiva!!!!!
Cheguei na casa da minha amiga já pedi para usar a net, precisava ver o bendito resultado. Beta HCG 6048,1. Quase enfartei.
Falei:
- Rose corre aqui!
Quando ela viu, só me abraçou.
Não acreditei, precisava de um amigo com experiência no face para me dizer o que era aquilo. Ana Claudia C. estava on line, mostrei para ela e a mesma disse-me: Sim, você está grávida.
Não podia dizer para o Anderson, em semana de prova ainda piorou. No dia seguinte seria a última prova, daí eu poderia falar.
No outro dia apareci no ginecologista, esperei 4 horas para ser atendida  (não tinha marcado consulta), ele teria que me confirmar por que eu estava pasma. Ele confirmou, deu frio na barriga.  Me pediu trocentos exames para levar á endócrino e depois trazer para ele também.
Liguei para a endócrino e disse, daí começou o monitoramento a cada dois dias nos falamos agora. Doze medições de glicemia, alimentação bem mais adequada e caminhada.
Ás 22h30 do dia 12/04 falei para o Anderson. A criatura entrou em choque, não disse nada, apenas no dia seguinte. Pediu desculpas, disse-me que não acreditava que isso pudesse acontecer conosco, tantos anos de casados, e como não planejávamos (ele não, eu sim).

Depois que ele soube puder falar para a parentada  e colegas que achavam que a pobre da diabética aqui era estéril. Como todos sabem quando a gente tem uma doença não pode fazer certas opções na vida, como por exemplo de deixar para ter filhos depois, por que isso é sinônimo de esterilidade.
Fazia um mês que eu tinha entrado no emprego, não CLT, mais como autônoma, de qualquer forma, nova no serviço.  E o medo? Lá sou muito bem tratada, todos se preocupam com minha alimentação, mesmo por que trabalho no Bairro do Bixiga (conhecido por ser o bairro das massas em Sampa) e meus chefes são donos de cantinas italianas. Parece que não, mais me comporto bem na alimentação.
Quando dei a notícia, meu bebê ganhou mais uma família, todos curtiram. Tenho acesso para ir aos médicos quando precisar.
Aprendi que ás vezes as coisas não acontecem como queremos, mais podem ser melhores do esperamos. Me tornei mamãe e ganhei um emprego maravilhoso. Já conversamos quando o bebê nascer trabalharei apenas dois dias da semana. Daí você pode pensar: Calma! Que está recente! Quero ver o que sua chefe vai pensar depois.
Espero que continue pensando assim, vou viver um dia de cada vez.
Agora vou me deitar, porque o Anderson está me cobrando mais descanso.
Bjs á todos
Até a próxima postagem.

5 comentários:

  1. Linda Kath!!!

    Só posso deixar meus parabéns pra família!
    Que vcs tenham uma gravidez maravilhosa e as vezes as coisas não acontecem como a gente quer, mas tudo tem seu momento!
    O que posso desejar somente felicidade e curta muito essa fase mágica em sua vida!

    Um beijo!!!

    Ah já ia me esquecendo é um menino!!!!! e até já sei um bichinho que vai decorar o quarto dele uma girafinha!!! Acertei!?!

    ResponderExcluir
  2. Olá Kath Paloma

    Parabéns! "Herança do Senhor são os filhos; o fruto do ventre, seu galardão." Salmo 127:3
    que Deus te abençoe. estaremos orando pela sua gravidez.

    Paulo Alves

    ResponderExcluir
  3. Oi Kath!Parabéns,parabéns parabéns!!!!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Olá Kath vi sua msg no face ...nossa você não imagina minha felicidade até chorei ao ler sua postagem que Benção que Deus ilumine sua gestação ...isso me serviu de lição "Tudo tem o tempo certo nas nossas vidas"

    Parabéns!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá Pessoal! Perdoe-me pq só hj consegui responder os comentário (o blogger ñ tava me permitindo fazer isso).
    Obg pelas felicitações, este bebê está sendo uma benção em minha vida. Glória á Deus por isso!
    Silvia, com certeza o quarto terá decoraçaõ de girafas kkkk. Tô até pensando no papel de parede...kkk
    bju

    ResponderExcluir