.

Alguns vínculos precisam ser quebrados

|
Como já disse por aqui, vou ao mesmo ginecologista há mais de 05 anos, gosto muito dele, e foi até este profissional que "descobriu" o diabetes em minha vida.

Este foi um forte motivo para eu nunca trocá-lo, havia passado em vários especialistas por me sentir fatigada e com uma candidíase incurável e ninguém descobria, até herpes disseram que eu tinha,até um simples exame de hemograma completo e hemoglobina glicada matar a charada, fiz todo o tratamento e melhorei.

Mais havia uma coisa que me matava de raiva no meu médico, em todas as consultas ( a cada 6 meses) eu levava meus exames de rotina pedidos pela endocrino, ele olhava para minha cara, colocava a mão no queixo, rodava na cadeira, olhava pro computador, colocava a caneta na mão, escondia o dedo polegar e com os outros quatro dedos batia nas folhas dos meus exames e me dizia:
- Sua glicada está acima de 6%, sua glicose em jejum acima de 140mg/dl... Sinto muito você está diabética! Vou te encaminhar para o endocrino, daí ele vai avaliar o melhor tratamento pra você...

Eu respirava fundo e dizia:
-Dr. ***, o senhor esqueceu que sou DM1 e faço uso de insulina e bláblá...

Ele sem perder a pose dizia:
-Ainda bem que você está se tratando.

Isso se arrastou nestes mais de 60 meses, toda a vez a mesma coisa. Quer dizer eu recebi dele o diagnóstico de DM1, mais de 12 vezes. Tudo tem limite, e o  meu chegou. Depois do aborto voltei nele, que me criou vários medos, de verdade. Achei aquilo mega engraçado, por que a médica que me fez os exames me elogiou tanto que eu sai do laboratório me achando, e ele vem me falando um monte de asneiras.


Aquilo ficou na minha cabeça dois meses (até que demorou para eu tomar uma atitude), olhei no livrinho do convênio, todos os especialista longe da minha casa...Afff!!!. Só que em São Paulo tudo é assim, longe, então resolvi marcar mesmo assim e enfrentar duas horas e meia para chegar ao consultório dele, claro que antes dei um google no nome do profissional, parecia bom.

Chegando no consultório, disse-lhe tudo desde o diagnóstico (detalhe, ele nem me cortou, ouviu tudo o que eu disse), olhou meus exames e me disse:

-Esperando o que pra engravidar novamente? Vamos aproveitar esta glicada boa e praticar...

Eu ri.

Conversamos sobre coisas comuns dos exames e fui para a casa.

Todos que encontro me perguntam: E o baby vem quando?

Eu respondo: Este é outro post...kkkk

5 comentários:

  1. Kathhhhh o q te falei no encontro essa parte depende de vc lembra? Praticar rsrsrssrsrsr
    Bons momentos linda!
    Um beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Sil! Agora estou entre os dois Ms da minha vida: Mestrado ou Maternidade.

      Excluir
  2. Oi Kath!!!
    Vamos praticar amiga!!!!kkkkkkkkkkkkk
    OLha seu baby já dando sinais de quer vir ao mundo para ser muito amado por vc e por essa sua amiga, que mora tão longe,mas sinto como se vc tivesse aqui pertinho!
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  3. Kath, ameeeei seu texto. Bem escrito, com uma riqueza de detalhes na descrição das reações do médico... Muito bom. E melhor ainda foi vc ter tomado coragem para trocar de profissional. Puxa, 12X!!!!???? Na terceira, eu teria surtado! Ele teve o papel dele, importante, mas não dava mais mesmo. Parabéns pela coragem e por ter encontrado um profissional que te apoie. Estou na torcida! Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E "num" é Lu?! Mais consegui me livrar do encosto...kkk

      Excluir