.

Exame ANTI-GAD

|

O Diabetes mellitus tipo 1 (DM1) é, hoje, uma doença considerada autoimune, com maior predominância em jovens, alcançando 10% do total de casos de diabetes. A etiologia ainda é desconhecida, pesquisadores apontam a possibilidade de exteriorização de antígenos durante infecções virais. Nos exames histológicos do pâncreas afetados são encontradas infiltrações linfocitárias nas ilhotas de Langerhans. São encontrados anticorpos séricos voltados para antígenos componentes daquelas estruturas,como anticorpos anti-tirosina fosfatase (IA2), contra a insulina e contra a enzima GAD (Ácido Glutâmico Descarboxilase).

De 60 a 85% dos pacientes,  com DM1, apresentam anticorpos anti-GAD. Esses anticorpos aparecem na
circulação algum tempo antes de se iniciarem os sintomas de DM1 e também são encontrados em parentes diretos dos pacientes com DM1, pois o processo de destruição das ilhotas pancreáticas é bastante lento, e os sintomas aparecem, somente quando mais de 80% das ilhotas forem  destruídas.

Com testes positivos para anticorpos anti-GAD, em pacientes sem sintomas, pode ser útil para a determinação do risco diabético e tomada de decisões preventivas e terapêuticas.

Indivíduos que nunca tomaram insulina e apresentam anticorpos anti-GAD, apresentam um risco grande de
desenvolverem a doença. Após o inicío da utilização da insulina, humana, porcina ou bovina, os pacientes podem apresentar anticorpos anti-insulina ou anti-GAD.

Indivíduos que apresentam pelo menos três tipos diferentes de anticorpos, anti-GAD, anti-insulina e anti-ilhotas, tem 90 a 95% de chance de desenvolver o DM1 em 5 anos.

As principais indicações para o exame anti-GAD são:
a) Pesquisar parentes em primeiro grau de pacientes com diabetes tipo 1;
b) Diagnóstico de DM1 em adultos ou de início tardio, mas que nunca tomou insulina.
c) Em pacientes com hiperglicemia transitória da criança.
Os anticorpos anti-GAD se encontraram  positivos em 80% dos casos que foram diagnosticados a menos de 1 ano. Quando o diagnóstico de DM1 tem mais de 1 ano, esse número é de 54%.

Fonte: http://www.gruposaocamilo.com/apoio/uploads/downloads/0705172003.pdf

Um comentário:

  1. Ola, sou diabética há 2 anos e dependente da insulina, faço uso da Regular e da NPH, além de ter tomado Metiformina entre outros, minha medica Endocrina, solicitou um Exame de Anti-GAD, procurei saber algo em relaçao a esse exame e fiquei feliz em ter encontrado explicações a respeito ....obrigado!!!

    ResponderExcluir