.

Já viu diabético " cê ora"?

|
Olha como todos sabem sou evangélica, e como já disse anteriormente sofro de uma má interpretação terrível, tanto pelos evangélicos, como pelo os que não são. Os evangélicos acham que sou "uma irmã sem fé" e os não evangélicos acham "que sou uma crente muito pra frente". Agora eu pergunto:


  • Só por que sou evangélica não posso falar de sexo?
  • Não posso passear?
  • Não posso ter acesso á cultura?
  • Não posso ter um blog?
  • O que me faz diferente dos demais?

E ainda dizem que preconceito é só com etnia e classe social...

Enfim muitas são as perguntas que tenho á fazer...

Tenho uma grande fé em Deus, isso faz com que eu ore por diversas pessoas e situações da vida, me sinto bem e creio que sou ouvida... Gosto de ouvir, aconselhar e ajudar os demais. Com isso passei a sofrer de outro problema, os diabéticos que me vê agora me dizem:

-Cê ora por mim?

De verdade, não me importo de orar, mais quando isso está condicionado á uma folga no tratamento ou até mesmo a exclusão dele, afim de se livrar da doença, me perdoe, mais não oro não. A doença é sua, o tratamento é seu, e a única pessoa interessada de verdade no seu bem-estar é você. Outra o fato de você crer em Deus não exclui suas idas ao médico, seus monitoramentos,seus medicamentos e etc... Se Jesus não gostasse disso não teria tido um discípulo como médico (Lucas). Então façam-me um favor, me peçam oração para o que quiser, mais continuem se tratando...

2 comentários:

  1. Kath é bem isso.. as pessoas esquecem que primeiro temos que fazer a nossa parte.. o que podemos realizar Deus não ira fazer por nós!!
    Já te disse que te adoro!!
    Um beijão

    ResponderExcluir