.

Candidíase na gestação

|

28/12/2012


Coceira e ardência na vagina além de corrimento, corri no Pronto Socorro Obstétrico, lá a ginceologista detectou candidíase e me receitou Miconazol (pomada vaginal) durante 7 dias.

Fiquei apreensiva, por que não sabia se com 02 meses eu poderia usar pomada vaginal, falei com a endócrino que deu aval e pesquisei, a partir daí a noite comecei a usar.

Segue o que pesquisei sobre o assunto:

Veja quais são os sintomas da candidíase: 
  • ·         secreção vaginal densa, branca e cremosa
  • ·         coceira, ardor ou vermelhidão na região da vagina e do ânus
  • ·         dói na hora de ter relações sexuais
  • ·         arde na hora de fazer xixi


Como se pega candidíase?


As infecções vaginais são bem comuns na gravidez. A candidíase é causada por um minúsculo fungo chamado Candida albicans. Esse organismo vive no trato intestinal dos homens e das mulheres, e em quase um terço das mulheres ele também aparece na vagina. A questão só vira problema quando sua quantidade ultrapassa a de outros microorganismos rivais. Durante a gestação, a região vaginal é rica em glicogênio, uma substância que promove o crescimento desse fungo -- daí uma mulher grávida ser dez vezes mais suscetível à candidíase do que quando não está esperando bebê.

Dá para tratar a candidíase por conta própria?

Se achar que está com candidíase, avise seu médico. Ele provavelmente vai receitar algum supositório vaginal em forma de óvulos ou creme vaginal adequado para seu estágio de gravidez, o que amenizará a coceira e a irritação na área. Não use nenhum medicamento no local sem antes ter falado com o ginecologista/obstetra. Se a candidíase aparecer nos primeiros três meses de gestação, é possível que o médico não queira usar nada. Veja algumas sugestões para ajudar a aliviar os sintomas:
·         Coloque compressas frias de chá de hamamélis ou camomila na área, ou ainda gelo.
·         Iogurtes naturais ou bebidas com lactobacilos vivos pode ajudar a recuperar o equilíbrio microbiano da flora vaginal, embora haja certa polêmica quanto a sua eficácia. Como são produtos inofensivos, você pode tentar. Outra possibilidade é passar um pouco do iogurte na região afetada.
·         Use calcinhas de algodão e evite calças apertadas.
·         Evite usar protetores de calcinha perfumados.
·         Diminua o uso de sabonetes, mesmo os íntimos. Lave só com água ou chá de camomila.
·         Experimente dormir sem calcinha e de camisola, para a região respirar melhor.
·         Não fique muito tempo com o biquíni molhado e evite banhos de imersão quentes.


A candidíase afeta o bebê?

Não. A infecção por cândida na mãe não prejudica o bebê. Se você ainda tiver candidíase no momento do parto, há uma pequena chance de contágio quando a criança passar pelo canal vaginal. 

A infecção por cândida em recém-nascidos provoca feridinhas brancas na cavidade oral do bebê (o chamado sapinho), e o problema pode, por sua vez, ser transmitido pelos seios da mãe . Isso causa sensibilidade na área e pode atrapalhar a amamentação. A infecção por cândida, no entanto, não é grave e é facilmente tratável. 

Talvez você repare que, como muitos outros sintomas, a candidíase aparece e desaparece durante a gravidez. Embora inconveniente e desconfortável, tente lembrar de que ela não vai fazer mal a você ou ao bebê. 


Outro detalhe é que às vezes o consumo de alimentos muito ácidos, como frutas cítricas, pode provocar sintomas semelhantes aos da candidíase. Por isso vale a pena evitar um pouco esse tipo de comida quando você apresentar sinais da infecção. 

Fonte: http://brasil.babycenter.com/a1500664/infec%C3%A7%C3%A3o-por-c%C3%A2ndida-candid%C3%ADase-na-gravidez#ixzz2HnEK8VTj




Nenhum comentário:

Postar um comentário