.

Percepções da bomba

|
Os hormônios da gestação mudaram muito minhas glicemias, muito mesmo, em posts passados falei sobre isso. Estava usando Levemir e Humalog, as dosagens caíram absurdamente, tive muito mais hipos o que é compreensível no primeiro trimestre, claro que se deve evitar pois excesso de hipos podem ocasionar problemas neurológicos no nenê,meu primeiro Lo foi na gestação...

Hipers até que tenho ás vezes, mais nada acima de 250mg/dl. A obstetra pede também para evitá-las para que o Davi não cresça tanto, por que excesso de hiper pode fazer o bebê crescer além do esperado. Tenho procurado ser regrada, me exercitado,ingerido líquidos e contado CHO. Os enjoos permanecem e não há medicamentos que me salve, assim tenho os suportado.

Antes da bomba eu sofria com muitas oscilações, mesmo não excedendo á 250 mg/dl não tinha constância nos dextros, era um sobe e desce daqueles... A bomba tem me proporcionado estabilidade. Confesso que ela exige muita dedicação, se você ingere algo e não coloca no aparelho pode ter certeza, uma hiper logo virá.

O número de dextros aumentaram para eu perceber estas mudanças de perto. No começo da gestação eu fazia 15 por dia, a endocrino disse que tá tão tranquilo que posso diminuir para 8 ou 10, assim tenho feito.

Encontrar as dosagens adequadas para a bomba também leva um tempo.

No início,tive hipos severas noturnas, daí percebemos que teríamos que dimunuir a basal noturna e dormir com ela mais altinha acima de 150mg/dl.

Não conto CHO da ceia, por que como sei que a tendência é cair, já deixo estes de reserva, costumo dormir com ela por volta de uns 170- 180 mg/dl, mais umas 25g de Cho consumidos. 

Parece alta né? Que nada estes números caem drasticamente na madrugada (isso passou a acontecer comigo mais na gestação).

Ás 6h da manhã religiosamente levanto e como, se não terei hipo, por mais que diminua a basal ou até mesmo não a recebo em algum momento a tendência é eu ter hipo, engraçado por que antes sofria com o fenômeno do amanhecer.

Passei a comer menos, porém mais vezes ao dia, como a cada 2 horas, para evitar hipo e por que tenho sentindo mais fome, o apoio da nutricionista é fundamental neste processo, quem vai usar bomba precisa não só da endócrino mais da nutricionista também. Por enquanto só engordei um quilo, espero que continue assim, engordando pouco...

Com a bomba um cuidado tem que ser tomado, como ela contabiliza bem os CHOs consumidos a tendência é engordarmos, pois aí danamos a comer já que ele nos livra de boas hipers fazendo uma contagem precisa dos carboidratos que comemos. Tô de olho nisso... Confesso que há 7 dias tô comendo um pouco á mais e isso tem me dado um certo receio, não pelas glicemias (por que fico em cima dos CHOs ingeridos), mais sim pelo peso mesmo...

Estar com a bomba é uma benção, mais não é um desses aparelhinhos da moda como ipad,iphone ou ipod, exige comprometimento com o tratamento.

Ela não vai controlar por si só a glicemia de ninguém, não vai ser a cura de nenhum diabético, ela é um tratamento. Você estará com ela 24 horas por dia,exceto quando estiver no banho ou suspendê-la se precisar (por no máximo 2 horas).

Terá que contar CHO assiduamente, além de no começo prestar muita atenção em tudo o que se come para perceber como sua glicemia reagirá, eu tenho uma caderneta onde anoto dextros, alimentação e afins, parece bobo mais isso exige responsabilidade e força de vontade.

Minha obstetra me elogiou, disse que sou a primeira paciente dela DM 1 gestante usuária de bomba que tem o controle tão bacana logo no começo, embora tenha tido hipos e hipers ( o que é normal na vida de qualquer DM).

Este é equipamento é cheio de funções, ele utiliza apenas uma insulina ultra-rápida, aplica de hora em hora insulina no seu corpo chamada de basal (esta quantidade é prescrita pelo endócrino), exige que você insira o seu dextro e quantidade CHO ingerida, além de possuir várias funções que se a pessoa não tiver comprometida com o tratamento nunca terá interesse em conhecê-las, o que limitará seu tratamento. 

Fica as dicas:

Bomba não cura!

Bomba não trabalha sozinha!

Bomba não contabiliza sozinha o que você come!

Bomba não adivinha nada sozinha!

Aliada ao comprometimento e assiduidade, pode sim, manter a glicemia estável, baixar a glicada e dar melhores condições no tratamento dos diabéticos.

Um comentário:

  1. É isso aí Kath, a bomba de insulina sem comprometimento e conhecimento do proprio corpo não funciona como deveria.

    ResponderExcluir