.

Daniele: Diabética tipo 2 e mãe

|
Meu nome é Daniele tenho 27 anos, sou diabética tipo 2 a mais ou menos 1 ano.  Comecei o tratamento com metformina estava tudo bem níveis normais, porém também estava começando anticoncepcional ciclo 21.  Me sentia mal, com tonturas, visão embaçada etc..Meu médico achou melhor mudar o anticoncepcional para yasmim. 

Passado uns 2 meses, comecei a me sentir diferente, depois de conversar com meu pai achei melhor fazer o teste, eu e meu marido fizemos e deu negativo, daí fiquei arrasada.  Sem menstruar como de costume, já tinha se passado 1 mês e 17 dias, então, eu e meu marido decidimos refazer o teste de farmácia, e finalmente estava lá meu positivo.

Eu estava muito feliz, podia gerar uma vida, minha família estava radiante, afinal ano de 2012 estava péssimo, meu pai internado há  2 anos e 3 meses com ELA ( Esclerose Lateral Amiotrófica, degenerativa), e minha sogra foi diagnosticada com câncer no útero maligno. 

Uma nova vida, uma criança, muita felicidade.

Para confirmar a gravidez fiz o BETA HCG e mais um positivo, e lá dizia que estava de 2 meses, o médico que passou a me atender no posto disse que eu teria que parar de tomar qualquer tipo de remédio, e pra ajudar eu tenho bronquite, no começo tive muitas crises mais graças á Deus  pude fazer inalação, mais para não ter nenhum risco precisei ficar internada no Hospital Irma Dulce em Praia Grande pra acharmos a melhor dosagem de insulina pra mim, foram 7 dias, hipos de 40mg/dl á  hipers de 200mg/dl, até que conseguiram controlar com alimentação e insulina, passei a aplicar 40 unidades de NPH. 

Eu mesma controlava minha alimentação e aplicava insulina, nunca tive enjôos, nada de grávida, até achava que não estava grávida...Apesar de ser de risco, minha gravidez foi tranqüila.

No final da minha gestação (39 semanas) fiz minha ultima ultrasson e o Samuel estava com 2540kg e aproximadamente 45cm, decidi ficar na casa da minha mãe que mora em Santos, 2 dias depois senti grande falta de ar, e minha barriga tinha endurecido, resolvemos ir pra maternidade da Santa Casa de Santos, chegando lá umas 20hs, o médico fez o cardiotoco e  o exame de toque, eu estava sem dilatação, infelizmente o exame estava ruim, coração do Samuel estava oscilando muito, disseram que eu precisava de uma cesárea porque meu bebê poderia estar em sofrimento. 

Imediatamente falei pra minha mãe avisar meu marido pra ele trazer as malas. Lá pelas 00hs finalmente deixaram eu falar com meu marido, ele me acalmou e logo fui encaminhada pra cesárea, fiquei totalmente nua cobriram somente os meus seios, o anestesista aplicou Clorafinicol, porque sou alérgica a Penicilina, e em seguida colocaram a sonda, não senti nada só a dor na mão aonde aplicaram o soro. Depois começaram a aplicar a raquidiana, só senti dor mesmo na ultima picada, me deitaram e amarraram as minha mãos, colocaram um pano azul na minha frente, e já era 1h da manhã. 

Um mexe mexe danado, depois disso escutei um chorinho, o anestesista me disse que ele tinha nascido e que era muito cabeludo e lindo. Mais não vi meu bebê, porque tive problemas, minha glicose estava a 250mg/dl e minha pressão 9x 7. As maquinas começaram a fazer muito barulho, pensei que estava morrendo. Então lá pelas 3hs me trouxeram ele, lindo, parecia uma bolinha, quando chamei seu nome ele abriu os olhinhos, depois disso  o levaram. 

Ainda no hospital

Fui para uma sala de repouso, a médica que fez o parto disse que ele tinha feito mecônio (cocô na barriga) e por sorte não foi pro pulmão, eu não estava de 39 semanas e sim de 41 pra 42 erraram e feio nas contas.

As 6hs da manhã trouxeram ele pra mamar, e as 9hs fui para o quarto. Tava louca por um banho, mais só pude tomar 1 h depois. Tomei um susto minha barriga estava murcha e eu sentia formigar aonde estava a cesárea. Lá pelas 14hs olhei pro Samuel e ele estava tremendo e gelado, pedi pra fazerem  o dextro, e ele estava com a glicose a 17mg, logo foi encaminhado para a UTI Neo Natal, onde permaneceu por 4 dias, eu não sai do hospital permaneci no alojamento de mães ,  depois ficamos 48hs na ala Canguru e viemos pra casa. 

Meu filho dádiva de Deus


Samuel nasceu com 2840kg e 46cm, e saiu da maternidade com 2770 e 48cm. Não tive resguardo, meus pontos infeccionaram, por sorte eram 9 pontos, mais só conseguiram retirar 7 deles, continuo com 2 pontos, os médicos ainda tem medo de retirar pelo fato de poder infeccionar novamente, confesso também que tenho medo de ir e ficar internada, não estou fazendo controle com medição porque meus dextros ficaram normais, continuo me alimentando bem.

Graças a Deus ele fez todos os tipos de exames e não deu nada, agora ele já tem 7 meses pesando 7kg e 70 cm, continuo amamentando e ele iniciou as papinhas agora e adora.

Samuel com 7 meses
Minha fé me ajudou muito, e muitas mamães também, agradeço o grupo Grávidas e mamães diabéticas pelas palavras de conforto.

Minha família

Um comentário:

  1. Adorei a história me traz bastante paz, nossa mente fica muito confusa qd estamos diante dessa situação, muito bom ver histórias assim!!!

    ResponderExcluir