.

Ser mãe diabética...

|
É planejar-se meses antes da concepção,
É se alegrar e temer ao mesmo tempo ao ver as duas listrinhas do teste de farmácia subir,
É correr pro laboratório para fazer um Beta HCG para ter certeza da resposta,
E quando ela vem questionar-se inúmeras vezes:
-Será que darei conta?
-Será que levarei esta gestação até o fim?
-Será que meu filho não terá problemas de saúde?
E por ai vai...
É sentir dormência dos dedos por excesso de glicemias capilares,
É ter dor no tórax de tantas ânsias que tem,

É ter desejos/vontades e nem sempre poder saborear pois sabe que isso prejudicará suas glicemias,
É sentir azia demasiadamente,
É ver seu corpo mudar tanto em tão pouco tempo,
É chorar só de ver um filme romântico,
É ir ao mercado e olhar rótulo por rótulo para observar a quantidade de carboidratos dos alimentos,
É varar a noite organizando sua planilha de dextros e diários alimentares,

É contar assiduamente os  carboidratos das refeições,

É ficar de olho nas mudanças da insulina basal e ultrarápida,
É comer mesmo não tendo fome para evitar uma hipoglicemia,
É sofrer com as hipos,
É se culpar pelas hipers,
É não dormir na noite anterior aos exames, em especial a ultrassonografia, e quando vem uma resposta não agradável é chorar sem parar...
É se sentir culpada quando algo sai fora do controle,
É virar amiga de todas as pessoas que estão no seu trajeto para os médicos (já que sua ida lá são muitas),
É agradecer á Deus por sua equipe médica,
É encher o saco da sua obstetra e endocrinologista com tantas perguntas,
É tentar ser feminina diante de tanto inchaço, indisposição e responsabilidades,
É ter um misto de sentimentos,
É sentir-se uma super heroína em determinado momento, e em outros se sentir-se  impotente,
É frustrar-se  quando o resultado dos dextros não condiz com todo o seu esforço,
É organizar o chá de bebê antes do tempo, pois não sabe o que te esperar nos próximos dias,
É deixar as malas do hospital prontas desde os 6 meses,
É montar o enxoval orando para que seu filho possa usar tudo aquilo que você está preparando,
É se emocionar com cada mexida do seu bebê, pois isso significa que ele está com saúde,
É perguntar pro médico da ultrassom se o bebê é completinho,
É ver a ultra 4D e chorar de gratidão á Deus,
É gelar no dia do ecocardiograma fetal,
É ao saber o sexo do bebê ficar cogitando inúmeros nomes,
É tornar seu marido um especialista nas terminologias e gestação de alto risco,
É instruir as pessoas mais próximas de como agir em determinadas situações caso você precise,
É esquecer de si por quase 40 semanas e doar-se a um ser que nem conhece e já o ama tanto,
É virar uma leoa em prol dele,
É em seu nascimento orar para que tudo continue correndo bem,
E seu o bebê vai pra UTI...
É visitá-lo todos os dias, não ter resguardo e sentir-se feliz ao vê-lo ,
É enfiar as mãos por dentro da incubadora e emocionar-se quando ele aberta suas mãos,
É esperar ansiosamente cada visita do pediatra da UTI neonatal, pedindo á Deus que ele venha com boas notícias,
É esquecer que você está cheia de pontos da cesárea e subir lances de escadas para chegar até a UTI Neo,
É virar amiga de todas as enfermeiras da UTI ,
É no dia da alta sentir-se no céu,
É ao pisar pra fora do hospital levantar seu troféu no podium,
É amamentar e ter cuidados dobrados por conta das hipos neste período,
É doar-se,
É ser malabarista, mãe, diabética, profissional e  ter demais papéis sociais...
É driblar a agenda para ter tempo pras consultas dele e suas...
É sentir-se a sobrevivente mais feliz do mundo,
É olhar pros anos anteriores e ver que nesta data você nem era tão feliz o quanto imaginava,
É ter a certeza que Dia das Mães são todos os dias, mas já que a mídia elegeu o segundo domingo  de maio para ser o Dia das Mães... É expor sua felicidade e imensa gratidão por ser mãe, e provar para aqueles que não acreditavam que ser mãe e diabética é extremamente possível.
FELIZ DIA DAS MÃES Á TODAS AS MÃES EM ESPECIAL ÁS DIABÉTICAS!
Eu,meu esposo,Davi,Vitória e os  médicos envolvidos em nosso tratamento ,serei eternamente grata á eles.


Um comentário:

  1. Oi Kath, linda a msg. Enquanto lia eu fui me lembrando da sua gestação, que vc publicava no blog e eu eu acompanhava tudinho. Tbm me identifiquei com alguns trechos. Parabéns pra nós, mães dedicadas diabéticas. Bjs. Gilsiane. Saudades

    ResponderExcluir