.

Da seringa robusta á caneta... Esta sou, mãe do Alexandre, meu maior presente!

|
Oi!
Me chamo Jaqueliny Jessika, atualmente sou do lar, tenho 28 anos e sou dm1 há 24 anos.
Quando meus pais descobriram a doença eu tinha apenas 4 anos e na época os recursos para o tratamento eram muito limitados. As agulhas eram rombudas que doía até a alma... Minhas pernas, bumbum e braços viviam roxos...Graças á Deus não tenho nenhuma sequela do mal controle glicêmico, por aqui está tudo em ordem.
Fui crescendo e foi aparecendo novidades no tratamento... Mas até isso acontecer, muitas hipos e hipers aconteceram, noites mal dormidas, pai e mãe preocupados....

Assim foi seguindo minha vida entre o crescimento, conquistas, sonhos e afins...
Há quatro anos passei a tomar lantus e apidra  foi a luz no fim do túnel para eu ter um bom controle da doença,mai suma oportunidade de melhoria no tratamento.
Sou casada, e como toda mulher sonhava em ser mãe. Estou com meu marido há 6 anos e desde então comecei as tentativas...
Atrasos na menstruação e a sensação de que estaria grávida, mas foram vários alarmes falsos. Até que no dia 31/03/15 a melhor notícia da minha vida... Seria mãe! Que notícia maravilhosa! Hora de me cuidar ainda mais, meu sonho estava sendo realizado...
Desafios encontrei vários, mas segui em frente. Bons dextros, glicada de 10,8% (poderia estar bem melhor para se engravidar, eu sei!) foi para 7,5% e pressão arterial normal....
Me deparei com várias pessoas que não acreditavam que eu diabética poderia ser mãe e não ter complicações...
Foram 8 meses da mais pura alegria e no dia 09/10/15 ás 15:47 ,nascia de 35 semanas+2 dias, com 3,712kg e 47 cm, meu menino Alexandre, meu maior presente, meu milagre. O bebê precisou nascer de parto cesárea e prematuramente, pois tive pressão alta e isso estava dificultando a respiração dele.
Amamentei um mês e meio, infelizmente depois meu leite secou.
Sou grata a Deus, meus pais e ao meu esposo, pois a ajuda, atenção e paciência deles foram fundamentais para que tudo  desse certo.

Não foi fácil, mas com fé, bom controle e força de vontade, podemos sim gerar uma criança saudável.

Atualmente cuido do meu bebê, da casa e lógico, do diabetes para ter muita saude para estar e cuidar meu filho.


Bom é isso, espero que este depoimento ajude futuras mamães e  tentantes. Obrigada 

5 comentários:

  1. Linda história!!! Precisamos nos cuidar para criar os filhos!!! Eles precisam nascer e crescer com mães fortes e capazes de controlar bem o diabetes!!! Eu me cuido por eles! Uma já tem 18 anos...o outro tem 11 anos e logo terei cumprido minha meta na vida. Por amor nos cuidamos melhor do que nunca!!! Pense nisso!

    ResponderExcluir
  2. Parabens pela sua dedicação! Deus abençoe vc e seu bb..

    ResponderExcluir
  3. Maravilhosa sua história eu sou diabética há 20 anos hoje com 27 anos estou gravida de 14 semanas e essaa histórias me deixam ainda mais confiante de que minha princesa virá cheia de saúde beeijos

    ResponderExcluir
  4. Sou DM1 há 17 ano e acabei de ter bebê. Meu filho está com 5 dias! Nasceu com 37 1/2 semanas, 4,5kg e 50cm. Super saudável :D O seu leite ter secado tem alguma relação com a diabetes? Porque estou com muuuito leite e quero amamentar o máximo de tempo que eu conseguir.

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pelo esfoeço e dedicação nós dm1 podemos sim ser mães de crianças lindas e saudavéis sou dm a 11anos e tenho um bebe de 5 meses lindo e saudavél!!!!!!! que deus abençõe vc e sua familiabjs

    ResponderExcluir