.

Planejamento foi a palavra chave para o sucesso da minha gestação!

|
Olá!
Meu nome é Luana, tenho 31 anos de idade e diabetes  tipo 1 há 11anos.

Quando descobri que era diabética, comecei a usar a insulina NPH a aplicava com seringa.
Na adolescência recebi muito apoio da minha família, minha mãe cuidava muito da minha alimentação e meu pai dos puxões de orelhas quando me descuidava do tratamento, claro que algumas vezes cometia alguns deslizes .

Aos 25 anos tive minha primeira gestação, não foi planejada, estava com a  glicada de 9%... Tive muito enjôo no início da gestação e com isso muitas hipoglicemias, algumas severas.

Na época usava NPH e não tive um acompanhamento médico adequado , com 20 semanas comecei a ter hipertensão (com muito edema), fui internada com descompensação glicêmica. Com 26 semanas, entrei em trabalho de parto e a glicemia estava em  400mg/dL e a pressão 180x100, foi feita uma cesariana de urgência e o meu filho foi para UTI neonatal, mais não resistiu,faleceu .

Cinco anos depois engravidei outra vez , tudo planejadissimo! !!

Gente, isso é muito importante para mulher diabética, planejamento antes de gestar!



Com uma glicada 5.5%, exames todos em dia, fui liberada pela endócrino, oftalmo e cardiologista, com assiduidade no tratamento e uma equipe medica maravilhosa que me acompanhou,tudo foi dando certo, devo isso também a Drª Luciana Tardin (endócrino) e Drª Leila Werneck (obstetra) .

No inicio da gestação tive muito enjôo e com isso algumas hipos, mas nada tão grave, as minhas consultas com a endócrino eram constantes, e a primeira coisa que ela fez antes até de eu engravidar foi mudar minha insulina, passei a usar a lantus e a novorapid pra corrigir as refeições , além dos inúmeros testes de glicemia para controlá-la (antes de cada refeição e duas horas após e contagem rigorosa de carboidratos),comecei a fazer uso do anti-hipertensivo Metildopa prescrito pela obstetra.



Passado o enjôo, meu medo passou a ser da hiperglicemia, mas mantinha a mesma rotina lantus, novorapid, contagem de carboidratos e testes de glicemia, detalhe colocava o celular para despertar para não esquecer de fazer tudo o mais correto possível, mesmo assim,ainda fazia algumas hipos e hipers que eram imediatamente corrigidas . Tem que ter em mente que embora haja todo o cuidado, elas acontecem, não podemos nos desesperar, mas agir o quanto antes, depois de passado o ocorrido repensar com cuidado para saber o que pode ter ocasionado-a, nem sempre teremos a resposta...

Confesso que as vezes era desgastante essa rotina, mas há um Deus no céu que me manteve e me sustentou durante toda a minha gestação .

Não tive nenhuma internação, nenhuma intercorrência na minha gestação e tive um ótimo controle glicêmico foi uma gestação tranquila, Graças a Deus !



Com 34 semanas de gestação fiquei com pés e pernas muito inchados e tive dois picos hipertensivos, por isso a minha obstetra resolveu fazer minha cesariana com 37 semanas e cinco dias .


O nome do meu filho e Felipe, ele nasceu no dia 28/04/16 as 19:05 hs, com 3,150 kg e 47 cm, correu tudo bem no meu parto, minha glicemia estava 124 mg/dl na hora do nascimento.Meu filho nasceu saudável, chorou,  não teve nenhuma hipoglicemia, foi para o quarto e logo o amamentei.



Tive um pós-operatório tranqüilo ,algumas hipos mais nada grave.

Estou amamentando e confesso que essa nova vida de mãe com diabetes as vezes é difícil, é meio complicado conciliar a maternidade com o diabetes.

Durante a gestação engordei 11 kgs e já consegui perder 4kgs .

Eu e meu marido estamos muito felizes e gratos em primeiro lugar a Deus por que deu tudo certo. Deus é fiel, em todo tempo me sustentou,  por que não é nada fácil a gestação de uma mulher DM 1...


Quero agradecer ao meu marido, que é também meu amigo, parceiro e que tem cuidado de mim com tanto amor, que só de me olhar reconhece uma hipo ou hiper, que sempre está disposto a me ajudar nas dificuldades, que durante a gestação me cobriu de cuidados e carinho (tem coisas que só que tem DM1 sabe do que estou falando)...ELE É UMA BENÇÃO DE DEUS EM MINHA VIDA!

Quero dizer para as mulheres que tem DM 1, que é possível sim ser mãe e ter uma gestação tranqüila e filhos saudáveis quando se tem todo cuidado , planejamento, assiduidade no tratamento e muito rigor nos cuidados...Quando colocamos Deus a frente dos nossos sonhos Ele nos capacita a vencer as maiores dificuldades .


FELIPE É A FIDELIDADE DE DEUS SOBRE NOSSAS VIDAS!

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Luana, seu depoimento me tranquilizou bastante. Estou na fase de pesquisa e planejamento para engravidar o ano que vem. Ainda tenho receio.
    Queria saber como foi sua cicatrização da cesárea? Após o parto sua glicose se manteve controlada? Tenho mt medo de ter Lo.

    ResponderExcluir